quinta-feira, 22 de abril de 2010

Portas (delicado)

Há de existir uma porta
Para uma saída
E entrada
Há de viver um homem
Dentro de um outro
Há de haver uma fenda
No céu lá em cima
Há de florir uma rosa
Quieta nessa madrugada
Há de se ouvir uma canção outra
De todos
Há talvez um mundo
Onde caiba eu e você...

RUSSO,T.C.F.

Nenhum comentário:

Postar um comentário